Como é o Museu da Vida

Oi pessoal! Fizemos um passeio super incrível no Museu da Vida e viemos dividir essa experiência com vocês. É o tipo de passeio que todos devem fazer. Juro!

Siga-nos no Instagram e acompanhe nossos passeios em tempo real. @riocomcriancas

O Museu da Vida fica dentro da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz). O acesso é fácil, pois o museu está às margens da Avenida Brasil. Eu sei bem que o museu não fica em um bairro seguro, mas vai por mim que vale a pena dar essa chance e conhecer esse lugar. Depois que você entra no lá, parece até que está em outro mundo. A paisagem se transforma em um ambiente tranquilo, acolhedor e cercado de natureza.

O Museu da Vida possui várias áreas de visitação e agrada toda a família. Nós começamos a visita pelo Castelo Mourisco, pois era um sonho meu de infância entrar nesse lugar que até então, eu achava inacessível (ainda bem que me enganei).

No Castelo Mourisco é onde conhecemos a história da FioCruz, história das vacinas e dos personagens Oswaldo Cruz e Carlos Chagas, que foram tão importantes para a história da saúde, e até uma coleção de insetos.

Como eram as vacinas antigamente

No Castelo também podemos contemplar a belíssima arquitetura com seus azulejos portugueses e mosaicos.

Diz ela que é tumblr

Há uma sala que conta sobre a construção do castelo e suas influências. Essa sala é interativa e crianças e adultos podem brincar com as formas, aprendendo técnicas de encaixe de forma lúdica e divertida.

Nosso segundo ponto do passeio foi o Parque da Ciência – espaço ao ar livre onde podemos ter contato com equipamentos que demonstram ou permitem observar as transformações energéticas que a humanidade tem aprendido a controlar.

Célula Gigante

Essa área é bem interativa e há atividades como pedalar para gerar energia e observar as ondas, tubos musicais, espelhos sonoros e até uma célula gigante onde as crianças podem escorregar e tocar a vontade.

Geração de energia através do corpo

Bem próximo ao Parque da Ciência, está a Pirâmide (área que minha filha mais curtiu). Lá dentro podemos observar a vida macro e microscópica, observar um olho gigante, conhecer um pouco sobre o corpo humano e participar de atividades interativas.

Foto retirada do site do Museu

Conhecemos também o Borboletário, que possui borboletas de 4 espécies. Durante a visita o guia nos explicou sobre os hábitos alimentares, reprodutivos e algumas curiosidades sobre as borboletas. Esse espaço é pequeno, mas vale a pena conhecer.

Finalizamos nossa visita no espaço de exposições temporárias. Até o final de 2019 a exposição em cartaz é a “Cidade Acessível”. Essa exposição pretende provocar a reflexão do público sobre o direito de todos terem acesso aos espaços urbanos da cidade, inclusão, diversidade e o protagonismo das pessoas com deficiência neste processo.

Aprendendo a escrever em Braille

A exposição é toda interativa e podemos conhecer um pouco das dificuldades que pessoas com deficiência passam em situações cotidianas. Aparelhos usados por deficientes estão à disposição para que o público experimente a sensação e as dificuldades que essas pessoas encontram. Vale muito a pena!

O Museu da Vida também possui grande área verde para curtir um delicioso piquenique. É só levar seu lanche, estender a toalha e aproveitar com a família.

Ah, o Centro de Recepção é a porta de entrada das visitas. Neste local há uma linda – e perfeita – maquete da FioCruz, lanchonete, banheiro, bebedouro e centro de informações. Também é de onde parte o Trenzinho da Ciência que transporta os visitantes a diferentes áreas do museu. (Não conseguimos andar nele e vou ter que voltar para isso rsrs).

Parte da enorme maquete

Em algumas datas especiais, o Museu da Vida promove eventos que englobam oficinas, peças teatrais e outras atividades. Fique de olho aqui no site e no nosso Instagram que a gente sempre divulga.

É isso gente! É um passeio que recomendo demais! Achei perfeito para toda a família e pessoas de todas as idades. Você não irá se arrepender de conhecer esse lugar e vai sair indicando pra todo mundo. Pode apostar!

Mais informações:

Entrada gratuita

Funcionamento: de terça a sexta das 09h às 16h30m/ sábados das 10h às 16h

Estacionamento no local grátis

Não é necessário agendamento para visitas individuais. Para grupos com mais de 10 pessoas é necessário agendar.

Endereço: Av. Brasil, 4365, Manguinhos

Saiba mais no site do museu

Tem um vídeo mostrando mais sobre o passeio. Clique aqui.

2 thoughts on “Como é o Museu da Vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *